PALESTRA 04 - IGREJA TENRIKYO AMAZONIA

Ir para o conteúdo

Menu principal:

ARQUIVOS > PALESTRAS > YOSHIHIKO SHIROKIHARA
 Fortalecendo as Relações Através do Cuidado Mútuo

   Numa mesma casa existem várias relações familiares. A relação horizontal que é do casal e a vertical é a relação entre pais e filhos. E no Tenrikyo, tudo tem inicio neste relacionamento.
“Uma palavra! Escutais o que Deus vos diz; pois não vos digo nada que seja mal. Tomando como modelo o céu e a terra, Eu modelei marido e mulher. Isto foi o principio deste mundo.” Assim Ele nos orienta nos hinos sacros sobre a importância do relacionamento matrimonial. Ainda nas escrituras sagradas temos;

   “Protejo-os fazendo a união das predestinações anteriores semelhantes. Isto se estabelecerá firme para todo o sempre.” Este é o principio que rege todos os fundamentos de uma família.
Em nosso cotidiano, nos mais variados locais, vários laços familiares se formam. Dentro desta convivência diária, através das experiências mútuas com problemas e soluções encontradas, forma-se uma relação familiar. Isto é o que a doutrina nos ensina através dos hinos sagrados que diz: “Unindo predestinações semelhantes...”. Tanto em relação ao casal quanto aos laços de amizades.
No Tenrikyo é ensinado que a vida é unida por elos como numa corrente; onde a vida presente se liga tanto ao futuro quanto ao passado. Por exemplo, o uso espiritual por nossos antecessores (avós, bisavós etc...) influencia a nossa vida atual e conseqüentemente, a nossa atitude espiritual influenciará na vida que nossos filhos e netos terão futuramente.

   Os casais se unem por predestinações semelhantes. Apesar de inicialmente, acharmos que aquele casal é totalmente o oposto, com o passar dos anos poderemos constatar a semelhança de posicionamento e atitudes. Deus-Parens nos dá a certeza que se o casal permanecer unido na pratica do caminho da fé mesmo nas adversidades, a providencia divina estará presente mesmo nas futuras gerações. Assim, se todos os membros de uma família, tanto entre o casal quanto entre irmãos e quanto entre pais e filhos se unirem harmoniosamente em prol da maturidade espiritual da família, então a verdadeira felicidade perdurará e as más predestinações serão amenizadas melhorando o presente e o futuro da família. Nós do presente seremos a base da felicidade futura de nossos descendentes.

   Porém, as relações familiares estão cada vez mais superficiais atualmente. Os relacionamentos familiares e inter-pessoais, estão sendo considerados cada vez mais chatos e supérfluos. Dentro do próprio ambiente familiar, muitas coisas estão sendo deixadas de lado. Os filhos são presentes de Deus-Parens a nós; portanto, deverão ser cuidados e as relações entre pais e filhos deverão ser permanentes, de ajuda mútua, direcionados pelos ensinamentos divinos; pois o casal, os irmãos e pais e filhos deverão viver a vida espelhando-se uns nos outros, cuidando-se mutuamente com alegria e sinceridade verdadeira, principalmente porque são portadores de predestinações semelhantes e merecedores do amor parental que os uniu para compreender e modificar juntos as más predestinações. Nos momentos de bonança e de momentos felizes, costumamos esquecer de agradecer pela vida que temos, portanto somos agraciados com momentos difíceis para refletirmos e revermos as nossas atitudes. É importante agradecermos a Deus por estarmos sendo vivificados através das missas diárias. Somente assim teremos as graças divinas presentes em nossas vidas de maneira permanente.


Chefe da igreja-mor Honshiba, 

Yoshihiko shirokihara



 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal