KUNITOKOTATI-NO-MIKOTO - IGREJA TENRIKYO AMAZONIA

Ir para o conteúdo

Menu principal:

ARQUIVOS > AS DEZ PROVIDÊNCIAS
KUNITOKOTATI-NO-MIKOTO
<A providência divina dos olhos e umidade no corpo humano, e da água no mundo>

Revela-se no céu como a Lua. O ponto cardeal é norte. E representada como uma deidade masculina que fez o espaço, o local, no princípio deste mundo. O seu aspecto no mar de lama na criação dos seres humanos é simbolizado por um dragão com uma cabeça e uma cauda.

No corpo humano, além do trabalho dos olhos, é o trabalho do sangue, do fluído cerebro-espinhal, da linfa, do fluído digestivo, da lágrima, do suor, da urina, dos hormônios e do sistema nervoso. No mundo, concede a umidade da água e faz crescer todas as coisas.

Os seres humanos distinguem as coisas com os olhos, daí podem fazer qualquer coisa e desfrutar prazer. Percebem a cor, o alinhamento (curvatura e retidão), a distância e o com­primento das coisas e distinguem o bem e o mal graças aos olhos. E um trabalho, uma providência indispensável para a vida plena de alegria.
A visão é como a reflexão das coisas na água, refletem com a luz deste mundo. E o trabalho evidenciado desta providência.
A água é indispensável ao corpo humano. Logica­mente, a água potável. Cozinhar, lavar roupas e fazer limpeza são possíveis porque existe a água. Também as plantas crescem nos mares, nos montes, nos campos e nas roças, há distribuição de vapor e da energia elétrica, tudo graças ao trabalho da água.

O espírito adequado a esta providência é como a água. E o espírito profundamente modesto de baixar a cabeça a qualquer pessoa assim como a água que corre para o ponto ou lugar mais baixo. Bem como a água que se adapta a qualquer forma, o espírito obediente de não se opor a intenção de Deus-Parens e de passar harmonizado com o espírito dos circuns­tantes. O espírito de beneficiar os próximos como a suave umidade. O espírito satisfeito e puro como um espelho límpido e sem rudeza. O espírito desprendido de encarregar-se voluntaria-mente das coisas sujas para torná-las limpas. O espírito de contentar-se em servir os próximos. Tal como a Lua trabalha de noite, é o trabalho sincero que se dedica na sombra ou sem ser percebido.
O espírito espontâneo de distinguir a própria pre­destinação e de passar determinado por uma meta, aceitando seriamente o mundo da verdade ou dos ensinamentos, é condizente com esta providência, denominado de
Kunitokotati-no-mikoto.

Ao contrário, o espírito que se insatisfaz vendo a falta dos outros, que inveja a felicidade dos próximos e que estima apenas o seu próprio desejo e não respeita a verdade ou ensinamentos de Deus-Parens não combina com esta provi­dência.
Se engana material e monetariamente os outros, trai a confiança e o amor, e isso se repete e se avoluma, será um pesar em relação a esta providência.

Os usos espirituais que não correspondem à carac­terística desta providência, aparecem como a doença dos olhos, a pressão baixa, a anemia, o diabete, a arteriosclerose, a doença do coração, a neurose e a doença mental, além das calamidades e acidentes relacionados com a água.

E muito importante passar o dia-a-dia sem esquecer o espírito que caracteriza a água e corresponde a esta providência, cultivando a atitude de passar apoiado em Deus-Parens sem cogitações antecipadas, e passar o dia-a-dia desfrutando o que é excelente tendo prazer em qualquer coisa que seja vista.



 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal